Diferença entre Sublimação e Estamparia digital

Diferença entre Sublimação e Estamparia digital

Comumente as técnicas de estamparia digital e sublimação são confundidas, ou então, são consideradas o mesmo tipo de impressão.

Começamos falando das semelhanças entre elas, as duas técnicas possibilitam uma estampa rica em cores e detalhes, além de não ter limitação no tamanho do módulo de repetição (rapport), ambas dispensam a fabricação de matrizes como quadros/cilindros que ocupam espaço físico para reprodução, e possibilitam a produção em pequena escala.

Mas existem algumas diferenças consideráveis entre uma técnica de estamparia e a outra. Estruturamos esse post para exemplificar as duas técnicas.

A Sublimação é basicamente, a transferência de estampa do papel para o tecido. Então é impresso o desenho em um papel especifico, e após é feito a transferência para o tecido. O processo químico de transferência acontece através do calor.

Essa é a primeira diferença a ser notada, a forma de estampagem, onde apesar não existir uma matriz que ocupe um espaço físico é necessário fazer a impressão da estampa em um papel primeiramente, para depois reproduzir no tecido.

A outra diferença está na composição dos tecidos, as fibras sintéticas são as indicadas, as mais comuns são o poliéster, o cetim e o crepe. Essa limitação acontece pois apenas a fibra sintética reage quimicamente com os corantes da sublimação. Mantendo assim cores vivas e uma ótima solidez. Quanto menor a porcentagem da fibra sintética mais estonada fica a aparência da estampa.

A Estamparia digital por sua vez, a arte sai direto no tecido, através de uma impressora, parecida com uma impressora de papel que conhecemos, mas com a possibilidade de imprimir diretamente no tecido. Dispensando qualquer fabricação de matriz.

A composição dos tecidos para a impressão digital, são de fibras naturais, então o 100% algodão  e o 100% viscose são os mais comuns.

Assim como na sublimação os corantes reagem apenas à fibras sintéticas, na impressão digital, os corantes específicos reagem apenas nas fibras naturais, para que isso aconteça o tecido passa por uma preparação. Mantendo a estampa rica nos detalhes e com excelente solidez. Assim como na sublimação o contrário é verdadeiro na estamparia digital, quanto menor a porcentagem de fibra natural mais estonada fica a aparência da estampa.

 

Quer saber mais sobre estamparia e seus processos, acompanhe nossos conteúdos e se tiver sugestões ou dúvidas, Nos procure nas nossa redes sociais.

 

Pesquise no nosso site

Carrinho

Seu carrinho está vazio no momento.